Projetos

Advertências Textuais e Alimentação Não Saudável

Parceiro: Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho – UFRJ

Em parceria com o Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho da Universidade Federal do Rio de Janeiro, este projeto investiga o impacto de advertências textuais para embalagens desenvolvidas pela ANVISA nas reações emocionais das pessoas e sua intenção de consumir alimentos não saudáveis.  

Filipe Braga, Quéren-Hapuque Delaquila, Pedro Paulo G. Lima, Jessica R. Andrade, José M. Oliveira, Eduardo B. Andrade, Sonia Gleiser, Fabio S. Gomes, Renata L. Araújo, Leticia Oliveira, Mirtes G. P. Fortes, Isabel A. David, Eliane Volchan
O Impacto da Operação Lei Seca no Comportamento de beber e dirigir no Rio de Janeiro

Parceiro: Secretaria de Governo do Estado do Rio de Janeiro

Rio Janeiro tornou-se um exemplo no monitoramento e aplicação da lei brasileira sobre dirigir embriagado (a famosa "Lei Seca"). Em parceria com a Secretaria de Governo do Estado do Rio de Janeiro, esse projeto tem como objetivo entender o impacto da Operação Lei-Seca-OLS no comportamento de beber e dirigir na cidade do Rio de Janeiro. Análise de dados agregados, experimentos de campon e laboratório, levantamentos e análises qualitativas serão utilizados para melhor investigar o impacto de uma série de variáveis no comportamento de beber, como o aumento da punição, as mudanças na percepção da probabilidade de ser pego, as campanhas educacionais, o uso de celebridades, entre outros.

Eduardo B. Andrade, Cesar Zucco Jr.
Entendendo o Crowdfunding

Parceiro: Catarse

Crowdfunding é uma nova estratégia de financiamento para start-ups, organizações sem fins lucrativos, iniciativas artísticas e novos projetos. Em parceria com o Catarse, a maior plataforma brasileira de crowdfunding, esta pesquisa investiga os fatores que influenciam a propensão das pessoas a apoiarem projetos na plataforma. Várias questões são investigadas, como o impacto da informação sobre o comportamento dos outros na decisão de financiamento, os mecanismos psicológicos por trás da decisão de apoiar um projeto e a efetividade da abordagem "tudo ou nada".

Lucia Barros, Eduardo B. Andrade, Cesar Zucco Jr., Marcelo Brogliato
O impacto dos estilos de liderança, da centralidade da rede dos líderes e da qualidade da troca entre líderes e membros no desempenho individual, do grupo e da organização

Parceiro: Secretaria de Saúde do Estado do Rio de Janeiro

Considerando uma abordagem miltinível, este projeto desenvolve três pesquisas independentes com o objetivo de entender como os estilos de liderança, a dentralidade da rede dos líderes e a qualidade da troca entre líderes e membros influenciam o desempenho individual, do grupo e da organização no setor de saúde. Em parceria com a Secretaria de Saúde do estado do Rio de Janeiro e as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), este projeto investiga: 1) a influência do estilo de liderança nas atitudes e comportamentos individuais e grupais de enfermeiras e médicos e no desepenho organizacional; 2) como a qualidade da troca entre líder e lidarado, focando na diferenciação de relacionamento, influencia o desempenho individual e de grupo; e 3) como a rede de liderança e os estilos de centralidade (interno vs. externo) variam em função de fatores estruturais e contextuais e seu impacto no desempenho do grupo.

Josmary Alves, Juliana Mansur, Liliane Furtado, Filipe Sobral
Incentivo à utilização de produtos financeiros, principalmente os relacionados à poupança

Parceiro: Microcred

A Microcred foi fundada por uma iniciativa da Positive Planet (PlaNet Finance) e se tornou uma das principais instituições financeiras focadas em inclusão financeira do mundo. Sua principal atuação é na inclusão financeira de indivíduos de baixa renda em países da África e da China, oferecendo serviços financeiros mais acessíveis e adaptados às necessidades desse segmento de cliente. Nas localidades onde a Microcred atua, grande parte dos clientes não possui ou nunca possuiu conta bancária ou acesso a banco. O CBR tem realizado experimentos, liderados pelo professor Patrick Behr, com o objetivo de investigar intervenções que podem ser realizadas para incentivar a utilização de produtos financeiros por essa população, principalmente os relacionados à poupança.

Jorge Jacob, Patrick Behr
Comportamento Alimentar de Crianças nas Cantinas das Escolas

Parceiro: Nutrebem

A obesidade infantil está em crescimento no Brasil. Em colaboração com a Nutrebem, uma start-up do Rio de Janeiro presente em sete estados brasileiros, este projeto tem como objetivo analisar dados secundários das compras diárias de crianças e adolescentes nas cantinas das escolas. Comportamentos específicos de idades e gêneros, assim como o impacto de intervenções planejadas e eventos inesperados na escolha de alimentos são avaliados. Num ambiente privilegiado, pesquisadores e empreendedores estão trabalhando juntos para melhor entender quais são os hábitos das crianças e desenvolver estratégias para melhorar a qualidade de sua nutrição.

Cláudio Ferreira, Rafael Goldszmidt, Eduardo B. Andrade
Doação de Sangue no Brasil

Parceiros: Hemorio e Universitário Sangue Bom

Em parceria com o Hemorio e o programa Universitário Sangue Bom, este projeto tem o objetivo de entender o que motiva as pessoas a doar sangue. Especificamente, nós investigamos o impacto de incentivos não monetários na intenção de doar sangue e no comportamento real.

Larissa Marreco, Lucia Barros, Rodrigo Dias, Cláudio Ferreira, Yan Vieites, Eduardo B. Andrade
Tomada de decisões financeiras por cidadãos de baixa renda

Parceiro: Observatório de Favelas

Nem sempre a taxa de juros, prazo de pagamento e garantias são os fatores determinantes para a decisão sobre um empréstimo. Questões de natureza psicológica, como as emoções geradas no momento da escolha, são, muitas vezes, fundamentais. Para investigar esse tema, o CBR coordena, em parceria com o Observatório de Favelas, um estudo sobre o processo de tomada de decisões financeiras dos moradores do Complexo da Maré, no contexto das microfinanças – o fornecimento de empréstimos, poupanças e outros serviços financeiros especializados para microempreendedores e pessoas de baixa renda. A comparação do comportamento de consumo de moradores do Complexo com moradores de outros bairros do Rio de Janeiro também é de interesse do projeto, com o objetivo de identificar subjetividades comportamentais que auxiliem no desenvolvimento de produtos de microcrédito e de outras políticas públicas.

Jorge Jacob, Rafael Goldszmidt, Eduardo B. Andrade
Como o Capital Social Afeta a Propensão a Poupar de Devedores de Baixa Renda? Evidências do Campo

Parceiro: MicroCred

Este projeto tem o objetivo de investigar o papel que o capital social exerce no comportamento de poupar de pessoas de baixa renda. Alguns estudos recentes documentaram que enviar lembretes por mensagens de texto tem um impacto positivo na propensão a poupar de pessoas de baixa renda. Nosso projeto de pesquisa é construído a partir destes achados e explora se enviar para pessoas de baixa renda mensagens de texto que explicitamente se refere ao seu capital social tem um impacto positivo no comportamento de poupança. Vamos explorar esta questão conduzindo um experimento aleatorizado no qual o grupo de tratamento é aleatoriamente selecionado dentre um grupo de clientes de um grande provedor de micro-finanças (MicroCred) que atua na África e na China.

Jorge Jacob, Patrick Behr, Eduardo Marinho